A dor de não querer sentir dor

*

Mais um post meio deprê… Acho que isso é devido ao cansaço, um cansaço cansado e chato. Um troço que incomoda, mas muito mesmo, talvez o tal do stress. Dói a cabeça, dói o corpo, dói a alma. É um saco sentir dor! Ainda bem que não tem como não senti-la, tem como aliviá-la, tem como ela ficar longe durante algum tempo, mas não senti-la, não há essa possiblidade! E num momento em que esta maldita está presente, aqui estou eu também! Eu com ela e ela comigo…
É estranho porque parece que ela sai de mim, mas eu não quero ela aqui e mesmo assim, ela sai de dentro de mim. Coisas externas provocam a “entrada” dela. Eu, sinceramente, não queria que ela entrasse e muito menos que saísse! Mas também se não sai… Deve ficar pior ainda, se remoendo e aumentando… melhor sair mesmo!

Escrevi o trecho acima em 26/7 à tarde e salvei no rascunho pra continuar depois. Na bendita noite desta mesma data lá vem o Senhor com Provérbios 3 denovo… Ele já tinha falado no domingo, mas falou denovo ontem! Sinceramente, eu não queria ouvir isso! Só queria ouvir: “você tem razão”. Mas que raiva!! Eu nunca tenho razão! E ainda há conselhos pra eu não querer ser má, logo eu que estou cansada de tentar ser boazinha… rsrs (boas risadas… de boazinha estou longe… muito, mas muito longe, sem exclusividade minha, os humanos em geral!). Confesso que, às vezes, não gostaria de agir corretamente!! Mas não consigo… e mesmo assim, tentando acertar, ainda erro.

Confesso que, nesse momento da minha vida, gostaria de ter mais idade, mais experiência, mais paciência do que juventude, que não tem me servido muito a não ser pela saúde! E que eu permaneça saudável! (pelo menos isso eu quero muiiiitooo mesmo).

E tudo em nome do “outro”, do “serviço”, do “amor”… queria não me afetar com isso, mas pra mim, essa possibilidade ainda está loooonge.

Só a graça…

Filho meu, não rejeites a correção do SENHOR, nem te enojes da sua repreensão.
Porque o SENHOR repreende aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem.
Não deixes de fazer bem a quem o merece, estando em tuas mãos a capacidade de fazê-lo.
Não digas ao teu próximo: Vai, e volta amanhã que to darei, se já o tens contigo.
Não tenhas inveja do homem violento, nem escolhas nenhum dos seus caminhos.
Porque o perverso é abominável ao SENHOR, mas com os sinceros ele tem intimidade.” (Provérbios 3:11-12; 27-28; 31-32)

*