Chambaril

Exercitando a mente novamente!
A Palavra de hoje é CHAMBARIL. Substantivo masculino, é um pau curvo que se enfia nos jarretes (tendão da perna dos quadrúpedes) do porco morto para o pendurar e abrir.

Frase: Analisando bem, para mim, é estranho matar animais para comer, se eu vir o porco na etapa do chambaril, acho que não conseguirei comer sua carne, que é uma delícia!

Um refúgio para Ananias

Refúgio, todos precisam de um, seja na mente ou na realidade, buscamos o refúgio, de preferência confortável, mas há os que não são.

Ananias cresce buscando refúgio, os que ele tem agora são insuficientes: seu teto, que ele odeia, sua família, que ele ama mas não ama, as drogas, que ele gosta mas não gosta, seus sonhos, que ele não acredita que irão se realizar.

Talvez no ventre de sua mãe estivesse realmente protegido, ainda não conhecia o lugar de onde iria ter que fugir.
O tempo passou e Ananias aprendeu a fugir, fugiu de tudo que o desagrada, inclusive da sociedade e das suas responsabilidades, fugiu da cidadania e foge ainda, não encontra rumo, direção, culpa a todos menos a si. Coitado… sim, talvez não, não sei, não sei mesmo.
Ananias fugiu porque desistiu, mas ele nem chegou a tentar! Ele viu fugirem e fugiu também, mas sem saber para onde, assim como os que fugiram antes dele e que o “ajudaram” na fuga.
Agora, Ananias acha que encontrou um refúgio, mas o refúgio que ele acha que encontrou é de carne e osso como ele e é “menor” do que ele, não o acomoda totalmente, confortavelmente. Então, quando Ananias se mexe buscando acomodação, incomoda e machuca o refúgio. Ele não enxerga que não cabe nesse refúgio nem esse refúgio cabe nele, que este não seria um refúgio, somente uma barraca para protegê-lo um pouco do sol e da chuva, ainda sentiria muito calor e se molharia com os respingos e sentiria o vento forte que a barraca-refúgio não impediria.
Como este refúgio que ele acha que encontrou ainda é insuficiente, ele continua a buscar refúgio…
Espero que encontre, Ananias, um refúgio, pelo menos neste período de carnaval, até que encontre o SEU REFÚGIO, que É O SENHOR!

Aluá

Exercitando a mente…
ALUÁ, esta é a palavra de hoje, escolhi por ser bonitinha e interessante.
É substantivo masculino, apesar de terminar com ‘a’. De origem brasileira (deve ser indígena, descobri que gosto de palavras indígenas!).
Bebida refrigerante feita de água com farinha de arroz ou de milho torrado, e fermentada com açúcar em potes de barro; é também um tipo de refrigerante preparado com cascas de abacaxi pelo mesmo processo.
Será que boa?

Frase: Não tem frase, não sei o que dizer do aluá. Como me falta criatividade…

Enquanto isso, na Síria…

Não sei exatamente o que está acontecendo, o motivo real, mas há muitas mortes, mortes acima do normal, fome, feridas, agressões, dor, tristeza e falta de esperança. 

Segundo o que li até o momento, a população luta contra as mazelas de um presidente e ele reprime as manifestações com violência.
Acompanhando algumas notícias, não aguento e choro. Muita maldade. Penso em Deus e pergunto: por que? Já obtive esta resposta algumas vezes, mas às vezes elas parecem insuficientes, são tão curtas, tão objetivas, não são compatíveis com o meu sofrimento… Não! Eu não sofro nada perto dos que sofrem mesmo! Como estas respostas chegarão para eles se são curtas para mim? Não sei.
Maldade, maldade desenfreada… Ou não. Consola-me pensar que ainda posso estar na frente do computador escrevendo, lendo, posso dormir, ter os meus perto de mim e muitas outras coisas boas e maravilhosas posso curtir. Então não é tão desenfreada assim. A minha realidade me consola, mas e os que tem sua realidade  não tendo nada, não sendo nada a não ser pedaços de carne e ossos vagando pelo planeta?
Decidi não ter mais respostas e sim dar espaço às perguntas, mas o pior é que quanto mais perguntas, menos respostas há. Será que ficarei muda?!
Preciso de consolo, preciso de conforto, preciso de algo que é maior do que eu, por isso preciso tanto de ti, meu Pai, tanto… e clamo ao Senhor pela Síria, parece que eles precisam mais do que eu, só parece. Não sei o que pedir, são tantas coisas. Que o teu Espírito traduza essas tantas coisas.

Ãatá

Exercitando a mente.
A palavra de hoje é ÃATÁ!
Brasileiríssima, doTupi, esta palavra me atraiu bastante por ser indígena. Apesar de parecer, não é substantivo feminino e sim masculino, é uma canoa de pesca com proa e popa achatadas, usada pelos índios do Amazonas.

Frase: Difícil deve ser navegar numa ãatá, pode ser que não seja muito segura…

Não encontrei uma imagem específica da ãatá, mas para ficar na lembrança, uma canoa indígena.

Visita íntima para menores infratores?!

Nossas leis…

LEI Nº 12.594, DE 18 DE JANEIRO DE 2012.
Art. 68.  “É assegurado ao adolescente casado ou que viva, comprovadamente, em união estável o direito à visita íntima.”

Este “comprovadamente” é mediante testemunhas ou é necessário um documento registrado em cartório que declare a união estável?
Segundo o que li até agora, vale qualquer “comprovação”… Tantos agravantes em 2 linhas.
Como evitar a gravidez na adolescência? Quem realmente vai cuidar desses filhos? E as DST’s? Será que isso realmente ajuda na reabilitação do menor? Quem é que vai se relacionar com o/a menor, não seria outra/o menor? Será que assim realmente protegemos nossos/as adolescentes?
Tantas contradições… Tristes contradições.

Ábaco

Exercitando a mente.
Palavra de hoje: ÁBACO
Ábaco é um substantivo masculino. Substantivo, segundo minha aprendizagem primária, chamada hoje de fundamental, é o que dá nome a objetos, coisas (é o que eu lembro, pode não ser esta a definição exata). Ábaco é o nome dado a certos aparelhos utilizados pelos calculistas na antiguidade, também usado para ensinar crianças a contar.

Menos importante: na arquitetura é a parte superior dos capitéis (eu não sei exatamente o que é capitel, o que sei é que é a parte superior de uma coluna, então ábaco seria a parte superior da parte superior?!) das colunas clássicas; espécie de aparador antigo; bastão usado pelo grão-mestre dos templários (quanto a este, nem vou procurar o que é isso, pelo menos agora) 

Frase: Ábaco, esta uma palavra que não terá grandes funcionalidades no meu dia-a-dia, ou quase nenhuma.

Altruísta

Ouvi uma dica para exercitar a mente: buscar o significado de certas palavras no dicionário e inseri-las no meu vocabulário.
A palavra de hoje é ALTRUÍSTA.
Esta palavra é um adjetivo e adjetivo, segundo minha aprendizagem primária, quer dizer qualidade. Altruísta vem de altruísmo que é um substantivo masculino e quer dizer: amor ao próximo, filantropia (amor à humanidade).
Sendo assim, altruísta é quem tem altruísmo e é também o antônimo de “egoísta”!
Maior exemplo de altruísta: Jesus, o Cristo.

Frase: será que existe amor altruísta e amor não altruísta?