Frases dos meus meninos

Gustavo: 
“Eu não quero ficar de castigo!!! Deus, faz uma magia nela (eu, a mãe) pra ela entender que eu não quero ficar de castigo!!”
“Mãe, por acaso a escola é Deus pra você falar tanto que eu tenho que fazer trabalho de casa?!”
“Minha escola vai se chamar RJ Mundu (???). Vai ter video game, futebol e brincadeira…”. “Estudo que não vai ter” – disse Guilherme – “É mesmo, não vai ter estudo” – respondeu Gustavo.

Guilherme: 
“Você tá triste, mãe? É algum problema com os meninos de rua? É no seu casamento?” (hã?!)
“O que é sintaxe? Qual a classificação disso?”
“Não sei porque tem que andar calçado no chão frio… o frio do chão passa pro chinelo e do chinelo passa pro corpo.” (na época tinha 5 anos)

O Banho de Perfume

Travessuras, muitas travessuras… Gu, com seu horror ao banho, chegou na sala com um cheiro fortíssimo de colônia e por sinal, a minha colônia que estava no fim! Pois é, ele abriu o frasco e passou perfume no corpo e na roupa e ainda usou um desodorante de flores. Não tive nem tempo de perguntar, ele mesmo já veio perguntando “Mãe, me cheira, estou cheiroso? Ai, mãe, eu estou tão cheiroso que nem preciso tomar banho hoje…” Minha colônia acabou mesmo e o desodorante de  flores também…rs

Novas reuniões do Gui

Guilherme já estabeleceu os dias das reuniões (leia aqui sobre as reuniões). Vindo da escola disse: “Que dia é hoje? Segunda? Hoje é dia de reunião”. Eu pergunto: “que reunião, filho?” Ele responde: “A reunião de família, mãe! Toda segunda vamos fazer nossa reunião” E a resposta num tom óbvio, como se eu já devesse saber…

Gustavo em: A luta contra o banho

Gustavo, como já é sabido dos que convivem com ele, odeia tomar banho e repete esta frase sempre que tem que fazê-lo.
Como cristãos ensinamos nossos filhos sobre amor a Deus, seu poder, soberania e salvação através de Jesus. Gustavo tem um pouco de dificuldades com o que não vê, mas neste dia ele recorreu a Deus num desespero incontrolável para não entrar debaixo do chuveiro. Gritou aos prantos “Jesus, eu não quero tomar banho, eu odeio tomar banho, me ajuda Jesus!” Eu tentava explicar que não adiantava ele pedir para não tomar banho, ainda mais no estado em que se encontrava, muito sujo. 
Tive que levá-lo até o box e ele continuou aos gritos pedindo ajuda a Jesus. Quando liguei o chuveiro e ele viu que não teria mais para onde fugir, se revoltou contra Jesus e emitiu seu parecer ainda aos berros desesperados: “Jesus não controla nada, não tem poder de nada, não quer fazer nada só quer ficar na moleza, na praia sentado na cadeira…” 

Pensamentos do Gui

Geralmente, aqui em casa a censura de filmes e programas é respeitada. Gui e Gu sabem o que devem ou não assistir e  imagens com extrema violência é algo censurado para eles. Guilherme, sempre refletindo, me veio com essas: “O Jornal (noticiário da TV) também deveria ser censurado pra gente, porque só tem notícia violenta” e depois de ter estudado em Ciências que o ar é fundamental para respiração do ser humano: “Os filmes “violentos” também ensinam, porque quando alguém é sufocado a gente entende que sem o ar a pessoa não vive.” 
Bem convincente esse menino… e espertinho também! rsrs

Perigo eletrônico

Conversando com as crianças depois da escola, Gustavo falou com a maior naturalidade “Mãe, hoje eu vi mulher pelada” como se diz que jogou bola na hora do recreio. Fingi que não me escandalizei e perguntei “É mesmo, filho, como foi isso?” Então ele explicou que um coleguinha de outra turma, um ano acima da série dele, estava com um celular e neste havia fotos da prima dele sem roupa. 

Achei engraçadinho ele dizer isso com naturalidade, pois meu filho é lindo e inocente e não dimensionou, claro, a gravidade do que estava dizendo, mas a situação não tem nada de engraçado mesmo! Este coleguinha deve ter 8 anos de idade, no máximo, pois provavelmente tem 7, não considero idade ideal para ter um celular e muito menos com acesso a fotos e vídeos, justamente por causa de situações como essa relatada. Acredito que isso também é um tipo de agressão à criança, viver precocemente o que não deve.