Para passar em concursos é só estudar?

Para passar em concursos é só estudar? Acredito que não. Vai muito além.
Entendendo que já há a motivação, força, foco e fé, vamos a parte prática…

O universo dos concurso é bem diferente do que pensamos, concurseiro é uma ocupação, nossa vida gira em torno de livros, editais, técnicas, macetes, estudo de conteúdos e de bancas. Não só gira em torno como se resume nisso!
O dinheiro deve ser bem administrado porque teremos gastos com materiais – sim, teremos gastos, não há como estudar seriamente para concursos com materiais baixados na internet. O tempo, ainda mais que o dinheiro – pois não há empréstimo que resolva a perda ou falta de tempo, já a de dinheiro… – deve ser diligentemente organizado, para obtermos o máximo de aproveitamento diário em estudo, sem deixarmos obrigações básicas de lado (especialmente para quem é pai, mãe ou apenas cônjuge). A casa/ambiente deve ser adequada às práticas de estudo, de forma que se tenha bom posicionamento para leitura e escrita e um mínimo de silêncio para aprender conteúdos novos. A família… ah, a família, deve apoiar o concurseiro, porque, naturalmente, ela será sobrecarregada em algum aspecto, por uma certa ausência do membro que está se dedicando a passar em concursos.

Ainda sou novata e venho adaptando-me, porque por mais que eu ouça dicas, relatos, orientações, nada acontece de um dia para o outro, nem de uma semana para a outra, as mudanças necessárias vão ocorrendo ao longo do tempo, dos meses e quem sabe, até dos anos, conforme vamos adquirindo novos conhecimentos e mapeando nossas dificuldades e, mais difícil ainda, procurando resolvê-las, o que muitas vezes, foge de iniciativas individuais nossas, fazendo com que dependamos de terceiros. E com isso, o tempo vai passando… os editais vão saindo e as provas vão chegando… Bom seria se nos esperassem! Rs. Na verdade esperam sim, muitos não estão preparados, mas muitos sim, nada mais justo com quem já está no caminho e caminhando!

Sempre gostei de estudar e achei que eu fosse inteligente o bastante, que pegaria tudo num piscar de olhos por estar interessada e focada. É de rir…
Não foi assim que aconteceu, não é assim que acontece, podem haver exceções, mas me guio pela normalidade, pela “regra”.

Há semanas que consigo produzir bastante, absorver bem os conteúdos, fazer exercícios e acertar!, assistir videoaulas, tirar dúvidas nos livros, cumprir os horários. E há semanas super improdutivas, com pouquíssimas horas de estudo, perda do ritmo, do cronograma, mudança de rotina, imprevistos… Um saco… Tensão… Ansiedade… Desânimo. Para tudo!! Aí, vou eu tentar retomar do início: motivação, força, foco, fé, elaborar novamente um cronograma e uma nova rotina de estudos.
A parte boa é que quando você vê, já está evoluindo! Entendendo mais a linguagem dos livros e dos professores, das questões mais complexas – as mais complexas, não são tão complexas, dependendo da fase em que cada estudante está -, associando assuntos diferentes, ou seja, aprendendo de verdade.

Creio que para passar, é necessário algo além do “estudar”, tem todo um aparato que vem junto e um universo diferente que se abre. Então, além de estudar, precisamos desbravar esse universo, absorver o mais possível para garantir bom êxito no final. Vai além… Por exemplo, criar um blogue para escrever sobre as atividades relacionadas a concurso, para tentar se manter fazendo o que gosta – escrever – sem perder o objetivo de passar e ajudar na motivação em momentos de desânimo… meu caso.