Mudanças não bem-vindas

A fonoaudióloga sugeriu alterações na rotina dos meninos e estamos tentando cumprir. Basicamente, o trabalho de casa trocou de horário com a brincadeira, o momento de lazer. Gui não gostou e disse que precisava conversar conosco sobre essas mudanças, já adiantando: “Essa médica foi muito dura, ela parecia até a mãe… Brincadeira é importante, mas onde fica o trabalho de casa? E os estudos? Hum… hoje eu tenho simulado…” – falou indignado tipo “eu só quero ver no que isso (as mudanças) vai dar”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *