‘Ora’terapia – a oração como terapia

Ah, a oração… A oração em Cristo me faz suspirar, é tão bom orar, tão bom sentir que Ele te ouve e além de te ouvir, entende e além de entender, pode te tocar no mais profundo, mudar a sua visão ou a situação. 
Em alguns momentos de oração, não quero sair de lá, não quero que acabe, é um enlevo, um consolo, um aconchego, parece mesmo que estou mais pertinho do Senhor e até nas orações de “batalha” em que a carne chega a tremer e as lágrimas escorrem intensamente, pareço estar em um lugar seguro, apesar de sentir um pouco de medo, sinto segurança.
Confesso que estou com saudades dos momentos de oração, daquele que é para entrar no quarto e fechar a porta e não ter hora para sair de lá, não ver o tempo passar. A correria e atividades do dia-a-dia me consomem, enquanto eu gostaria de que a oração me consumisse, consumisse o meu tempo, minhas idéias, minhas palavras, minha leitura – ler a bíblia em oração, que maravilha! 
Terapia? Sim, terapia, tratamento de distúrbios psíquicos! Algo te perturba, ore ao Senhor; alguém te preocupa, ore; não pode resolver, ore; não consegue alcançar, ore; está em dúvida, ore; precisa extravasar, ore; não cabe em si de felicidade, ore também! Ore para tudo, para tudo ore! Distrai, tira o peso, dá fôlego, dá esperança.
Ouvi dizer que “a religião nos coloca acima das nossas misérias” (frase de um pensador) e é assim que me sinto ao orar, a oração nos coloca acima das nossas misérias e incapacidades, sim, orando em nome daquele que me salvou, que me coloca acima de mim mesma, que me aproxima de Deus.
A oração alimenta a vida!