Perigo eletrônico

Conversando com as crianças depois da escola, Gustavo falou com a maior naturalidade “Mãe, hoje eu vi mulher pelada” como se diz que jogou bola na hora do recreio. Fingi que não me escandalizei e perguntei “É mesmo, filho, como foi isso?” Então ele explicou que um coleguinha de outra turma, um ano acima da série dele, estava com um celular e neste havia fotos da prima dele sem roupa. 

Achei engraçadinho ele dizer isso com naturalidade, pois meu filho é lindo e inocente e não dimensionou, claro, a gravidade do que estava dizendo, mas a situação não tem nada de engraçado mesmo! Este coleguinha deve ter 8 anos de idade, no máximo, pois provavelmente tem 7, não considero idade ideal para ter um celular e muito menos com acesso a fotos e vídeos, justamente por causa de situações como essa relatada. Acredito que isso também é um tipo de agressão à criança, viver precocemente o que não deve.